Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes. Defendemos os recursos abertos e a biblioteca como centro de saber na escola.

Biblio Tubers

Pensamos a escola como sistema aberto, capaz de refletir a sociedade e de responder aos desafios contemporâneos. Acreditamos no poder da partilha e das redes. Defendemos os recursos abertos e a biblioteca como centro de saber na escola.

De que se fala quando se fala de Ensino Híbrido?

Origem e características de cada modelo

Maio 27, 2020

hib.jpeg

Imagem: https://www.thinglink.com/scene/1123799019135434755

 

Na continuidade do post Ideias para um modelo híbrido de ensino, o Biblio Tubers apresenta agora  os vários modelos que dão corpo ao Ensino Híbrido.

O ensino híbrido (desenvolvido por Clayton Christensen e Michael B. Horn*) serve-se da tecnologia para potenciar a aprendizagem em ambiente online e presencial - blended learning. Desta forma, promove-se a diferenciação do ensino e da aprendizagem - tempo, lugar, modo e ritmo - pelo que os alunos aprendem mais e melhor.

Este tipo de ensino implica a reorganização da sala de aula e a forma como o professor a gere, pois devem ser criados momentos de interação e colaboração entre os alunos, que se assumem como criadores da sua própria aprendizagem, com recurso à tecnologia.

De entre os modelos mais conhecidos de ensino híbrido, está a sala de aula invertida, criada pelos professores norte-americanos Jonathan Bergmann e Aron Sams.

Para além da sala de aula invertida, o ensino híbrido usa uma combinação de um ou mais dos modelos que se descrevem abaixo e que poderá conhecer com outro detalhe no sítio web blendedlearning.org. As imagens de cada modelo são também deste sítio web.

EH.jpeg

Fonte: https://www.coursera.org/learn/ensino-hibrido

 

Flipped Classroom - Sala de Aula Invertida

O modelo de Sala de Aula Invertida inverte a relação tradicional entre o tempo de aula e os trabalhos de casa. Os estudantes aprendem em casa através de aulas online e os professores usam o tempo de aula para trabalho prático ou projetos.

3.png

 

Station Rotation - Rotação por Estação

O modelo de Rotação por Estação permite que os estudantes circulem através das estações (trabalho de grupo, trabalho escrito, projeto, tutoria individual, pesquisa, turma completa...), num horário fixo. Pelo menos uma das estações é de aprendizagem online.

1 (3).png

 

Lab Rotation - Laboratório Rotacional

O modelo Laboratório Rotacional permite que os estudantes circulem nas estações em horário fixo. No entanto, neste caso, a aprendizagem online ocorre numa sala de informática. 

7.png

 

Individual Rotation - Rotação Individual

O modelo de Rotação Individual permite que os alunos circulem nas estações, em horários individuais definidos pelo professor. Ao contrário dos outros modelos de rotação, os estudantes não têm de circular por todas as estações, mas apenas nas selecionadas pelo professor, tendo em conta o perfil de cada aluno.

2 (1).png 

 

Flex

O modelo Flex permite que os estudantes se movam em horários fluídos entre as atividades de aprendizagem de acordo com as suas necessidades, em ambiente online. Os professores apoiam os estudantes de acordo com as suas necessidades. Este modelo promove a autonomia dos estudantes.

4.png

 

À La Carte

No modelo À La Carte o curso decorre totalmente online com o apoio de um tutor, podendo manter-se o ensino presencial. Este modelo proporciona flexibilidade e é uma ótima opção quando as escolas não podem oferecer cursos de áreas específicas.

5.png

 

Enriched Virtual - Virtual Enriquecido

O modelo Virtual Enriquecido é uma alternativa ao ensino a distância,  permitindo que os estudantes concluam a maioria dos cursos online, continuando a frequentar a escola para sessões presenciais com um professor. Ao contrário da Sala de Aula Invertida, os cursos no modelo Virtual Enriquecido geralmente não exigem a presença diária na escola; alguns cursos podem apenas exigir a presença do aluno duas vezes por semana, por exemplo.

6.png

 

Mais do que usar a tecnologia como um fim em si, o ensino híbrido visa a integração real da tecnologia no ensino e na aprendizagem, isto é, os recursos digitais são os meios que garantem que cada estudante aprende ao seu próprio ritmo.

 

*CHRISTENSEN, Clayton M.; HORN, Michael B.; JOHNSON, Curtis W. (2008). Disrupting Class: How disruptive innovation will change the way the world learns. New York: McGraw-Hill.

      button_artigo-em-docx (2).pngbutton_artigo-em-pdf (3).png

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Twitter

Facebook